FINTECH

Social Bank terá sede em Uberlândia

Por Júlia Merker

Segunda, 08/01/2018 17:05

Social Bank terá sede em Uberlândia

A Social Bank, empresa que permite que as pessoas realizem transações entre si a partir de uma conta de pagamento digital, firmou um acordo com a prefeitura de Uberlândia para instalar sua sede na cidade.

“Nossa proposta é criar em Uberlândia o primeiro ecossistema financeiro sustentável do Brasil, em que empresas privadas, iniciativas do poder público e as pessoas possam utilizar o Social Bank para resolver todas as suas necessidades financeiras, sem a obrigatoriedade de se ter conta em bancos tradicionais”, comenta Rodrigo Borges, CEO do Social Bank.

O Social Bank foi idealizado por Rodrigo Borges, empreendedor responsável pela Holding Hub Prepaid, líder do mercado de meios de pagamento na América Latina. Carlos Wizard Martins, dono da Mundo Verde e sócio da escola de inglês Wiseup, também é sócio da Social Bank.

De acordo com a IstoÉ, o plano é investir R$ 50 milhões em comunicação e marketing para divulgar a nova plataforma a partir deste mês. Em 2018, a meta da Social Bank é conquistar 100 mil contas ativas. Em três anos, o objetivo é alcançar 1 milhão de clientes.

A abertura de uma conta é online e os serviços oferecidos são pagamentos de contas, saques, transferências gratuitas entre usuários, solicitação de cartão, e empréstimos entre pessoas físicas com juros baixos. 

O Social Bank não cobrará comissões pela intermediação entre os usuários. Seu modelo de negócio é ganhar nas tarifas tradicionais de serviços bancários, como DOCs e TEDs.

Em Uberlândia, o Social Bank começou a cadastrar empresas que aceitarão transferências e pagamentos direto da ferramenta, sem a necessidade de cartão físico ou dinheiro vivo.

As parcerias estão sendo estudadas junto às secretarias da Prefeitura visando facilitar a vida e a gestão financeira dos Uberlandenses. 

“A vinda do Social Bank colabora com a nossa meta em transformar a cidade reconhecida nacional e mundialmente como um polo de empresas que atuam na área de inovação. Somos o quarto município no país em intensidade de startups por habitante e isso demonstra nossa vocação para tudo aquilo que é empreendedor, novo e criativo”, ressalta prefeito da cidade, Odelmo Leão.

Segundo o CEO do Social Bank, o modelo de negócio da empresa envolve as pequenas, médias e grandes empresas, passando por microempreendedores, poder público e cidadãos. 

“Viemos para transformar Uberlândia, que é a segunda maior cidade do Estado de Minas Gerais e um dos maiores polos tecnológicos do país, no primeiro município brasileiro sem intermediários nas relações financeiras. O nosso objetivo é replicar esse modelo para outras cidades, por isso já iniciamos negociação com outros municípios, além de estar em todos os estados em menos de três anos”, finaliza Borges.

Uberlândia é segunda maior cidade de Minas Gerais em número de startups, de acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups). O município fica a cerca de 500 quilômetros de Belo Horizonte e próxima de cidades do interior paulista, como Ribeirão Preto. 

Hoje, o município de mais de 600 mil habitantes dá passos para fortalecer seu ecossistema de startups, de acordo com o Estadão.

A prefeitura de Uberlândia busca se destacar na atração de empresas inovadoras, contando com fatores como as universidades federais da região e presença do Grupo Algar, que atua em telecomunicações e TI. 

O custo de vida menor e a localização - entre Belo Horizonte, São Paulo, Brasília e Goiânia - também são atrativos.

Tags Uberlândia fintech social bank

Compartilhe

VEJA TAMBÉM

ASSINE A NEWSLETTER

Receba gratuitamente nossa Newsletter e as últimas atualizações.

Preencha o campo email corretamente.
Cadastro realizado com sucesso!