NOVINHA E BEM SUCEDIDA

Defenda: segurança do RS rumo ao exterior

Por Gláucia Kirch

Sexta, 08/02/2013 13:42

Defenda: segurança do RS rumo ao exterior

Com pouco mais de dois anos de mercado, a Defenda, empresa de segurança da informação com sede no Tecnosinos, em São Leopoldo, já começa a dar seus primeiros passos no exterior, com projetos firmados no Canadá, México, Argentina e Chile em 2012.

Conforme os sócios da companhia, Leonardo Lemes e Fernando Karl, o ano passado trouxe 22% de crescimento aos negócios, seguindo-se a um 2011 que já havia registrado 14 projetos em 12 meses de empresa aberta.

O faturamento, os sócios não comentam, mas em notícia de julho de 2011, quando estava prestes a completar um ano de vida, a Defenda divulgou receita da ordem de R$ 380 mil, com projeção de triplicar a cifra até fim de 2012.

Lemes, que também é diretor da área de Consultoria da empresa, destaca a qualificação e diversificação da equipe como uma das alavancas da expansão.

“Contamos com profissionais reconhecidos por instituições como Disaster Recovery Institute International (DRI) e Business Continuity Institute (BCI)”, conta o executivo gaúcho.

Já Karl, diretor da área de Operações da empresa leopoldense que atende a clientes do porte de Souza Cruz, aponta inovações no portfólio como outro impulso aos negócios em 2013.

Uma delas, os serviços e soluções de gerenciamento de incidentes.

“Em um contrato recente, em apenas um cliente serão monitorados mais de 100 ativos, entre servidores de aplicações e equipamentos de interconectividade”, explica ele.

O contrato envolve gestão automatizada de vulnerabilidades, conformidade e o correlacionamento de eventos de segurança, entre outros itens.

A Defenda também atua com consultoria em gestão de segurança da informação (ISO/IEC 27.001, ISO/IEC 27.002), gestão de continuidade de negócios (NBR 15.999:1, NBR 15.999:2), gestão de riscos de segurança da informação (ISO/IEC 27.005, ISO/IEC 31.000), métricas de segurança, auditoria de controles internos e externos, preparação para auditorias internas e externas de controles e para regulatórias (PCI, SOX, ISO/IEC 27.001).

Serviços gerenciados de segurança, como identificação e análise de fraudes, gestão de controle de acesso, entre outros diversos serviços e soluções, completam o portfólio da companhia gaúcha.

Uma oferta diversificada que facilita a atuação em um mercado que, segundo a IDC, leva de 5% a 20% do orçamento anual de TI das empresas.

Conforme a consultoria, organizações com projetos corporativos (que afetam toda a companhia) de segurança têm orçamento mais expressivo, em torno de 15% a 20% do orçamento de TI.

Por outro lado, a IDC aponta que apenas 15% das empresas têm claro o que desejam adquirir em produtos de segurança, enquanto 40% sabem “mais ou menos” quais as soluções certas para seus negócios e o restante está desorientado.

Um bom momento para a Defenda oferecer sua expertise já reconhecida por clientes como Unimed Vale do Sinos, que em 2012 reconheceu a companhia entre os "Melhores Fornecedores do Ano" na área de TI por um projeto de gestão de riscos.

Tags segurança Tecnosinos exterior Defenda

Compartilhe

VEJA TAMBÉM

ASSINE A NEWSLETTER

Receba gratuitamente nossa Newsletter e as últimas atualizações.

Preencha o campo email corretamente.
Cadastro realizado com sucesso!