MERCADO

Plusoft: omnichannel foca atendimento

Por Maurício Renner

Segunda, 05/09/2016 17:45

Plusoft: omnichannel foca atendimento

A Plusoft, companhia paulista de soluções de gestão de relacionamento com o cliente, acaba de lançar o Omni Plusoft, um novo software desenvolvido nos últimos três anos com foco em levar o conceito “omnichannel” para a área de atendimento.

O Omni Plusoft, divulgada pela empresa como “a primeira plataforma omnichannel desenvolvida no Brasil”, inclui um sistema para o canal de voz, chat e e-mail; assistente virtual; redes sociais; WhatsApp; ferramentas de campanha e vendas; vídeo-atendimento e painéis de controle.

Cada um dos canais pode ser contratado por módulos. Em conjunto, eles permitem que um contato de um cliente seja tratado como uma informação única através das diferentes formas de contato, permitindo às empresas evitar retrabalho.

“A maioria de vezes quando se fala em omnichannel, os fornecedores estão se referindo a ter um preço unificado através de várias plataformas de venda. Isso é só um aspecto da questão”, aponta Guilherme Porto, CEO da Plusoft.

A meta da empresa é agregar 130 novos clientes com o produto até o final de 2017, principalmente entre organizações médias das áreas de educação e varejo. 

O software roda na nuvem da Amazon e a promessa é de custos mensais entre 25% a 30% abaixo do praticado por multinacionais do segmento.

A ideia é alavancar o cases das 260 grandes organizações que a companhia acumulou na carteira desde a entrada no mercado, no final da década de 80. Nos segmentos alvo, ela inclui Kroton e a Anhanguera, por exemplo.

De acordo com Porto, com o lançamento do software, a meta da empresa é saltar de um crescimento anual estimado de cerca de 10% para 2016, para uma elevação de quase 20% em 2017. 

O novo software é produto de um benchmark tanto com os maiores fornecedores internacionais de CRM (Microsoft Dynamics, RightNow, SalesForce, Zendesk, SugarCRM e Siebel) e com plataformas de construção de aplicações (SAP, Oracle, SalesForce e SAP).

A visão da Plusoft é criar uma loja de aplicativos a serem conectados com Omni, usando APIs que as empresas poderiam desenvolver para atender às suas necessidades específicas, fazendo com que sensores enviem informações que desencadeiem atendimentos, para usar um exemplo na área de Internet das Coisas.

Além disso, o Omni tem integrações com o software de business intelligence Cognos, da IBM, e com o de visualização de dados da Tableau. Em breve, será anunciado um acordo com uma empresa de plataforma de e-commerce.

A Plusoft tem 1,4 mil funcionários e trabalha só com vendas diretas, atendendo 260 clientes e 65 mil usuários no Brasil, incluindo boa parte das maiores empresas do país. Entre as empresas atendidas pela companhia estão 3M, Arno, Banco BMG, Danone, Grupo Fleury, Itaú, Nívea e TIM.

A empresa, no entanto, tinha uma atuação de mercado discreta, o que parece estar mudando nos últimos tempos.

Para começar, o Omni Plusoft foi apresentado aos clientes em um evento de três dias organizado em  Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, o primeira ação do gênero feita pela companhia.

Desde a fundação, a companhia vinha sendo tocada por Porto e o seu sócio Fernando Macedo, responsável pela área técnica. Isso também mudou no começo do ano, quando a Plusoft contratou Solemar Andrade para o cargo de COO (Chief Operating Officer). 

Andrade veio da Resource IT Solutions, onde era vice presidente, e tem passagens também pelo Grupo A&C e Algar Tecnologia.

* Maurício Renner viajou a Bento Gonçalves a convite da Plusoft.

Tags CRM nuvem Plusoft omnichannel

Compartilhe

VEJA TAMBÉM

ASSINE A NEWSLETTER

Receba gratuitamente nossa Newsletter e as últimas atualizações.

Preencha o campo email corretamente.
Cadastro realizado com sucesso!