SAÚDE

Hi: dispositivo médico com IoT Microsoft

Por Júlia Merker

Sexta, 14/07/2017 19:55

Hi: dispositivo médico com IoT Microsoft

A Hi Technologies, especializada em soluções tecnológicas para a área médica, utilizou tecnologias da Microsoft para lançar o Hilab, serviço de telemedicina que realiza exames laboratoriais como HIV, vírus Zika, Chikunguya, dengue, hepatite, teste de gravidez, colesterol total, HDL, hemoglobina glicada, vitamina D, glicemia, entre outros.

A empresa contou com a plataforma de nuvem Azure, dispositivos com Windows 10 IoT (internet das coisas) e também a disponibilização de algoritmos de machine learning para a análise laboratorial com base em diversos parâmetros pré-estabelecidos.

O Hilab também foi desenvolvido com tecnologias da Intel. O dispositivo cabe na palma da mão e utiliza gotas de sangue do dedo do paciente para a coleta, possuindo um mecanismo menos invasivo.

“Nós estamos trazendo três grandes inovações: o primeiro tricorder [dispositivo portátil de mão para escaneamento] médico da história, um sistema de telemedicina totalmente disruptivo e uma nova tecnologia de big data para a saúde”, explica Marcus Figueredo, CEO da Hi Technologies.

Após a coleta do sangue, a amostra é colocada em contato com os reagentes, dentro do dispositivo em que é “digitalizada” e transmitida instantaneamente via internet para a equipe de biomédicos da Hi Technologies. Depois, os profissionais analisam e liberam o laudo validado. 

“O Hilab vai promover avanços importantes ao usar Inteligência Artificial Microsoft para transformar o processo de realização de exames médicos com mais rapidez e assertividade. Esse é um projeto que ajuda a colocar em prática nossa missão de empoderar pessoas e organizações a conquistarem mais ede democratizar IA”, diz Priscyla Laham, vice-presidente de vendas ao consumidor da Microsoft.  

Com essa tecnologia, o médico poderá obter os resultados dos exames laboratoriais no momento da consulta ou em poucos minutos após o término. 

“Acreditamos que essas colaborações focadas em saúde são essenciais para melhorar a vida das pessoas e, com essa parceria, reforçamos o nosso desejo de contribuir para o desenvolvimento das empresas locais”, destaca Mauricio Ruiz, diretor-geral da Intel Brasil. 

De acordo com a ANS (Agência Nacional de Saúde), o mercado brasileiro de medicina diagnóstica movimenta cerca de R$ 25 bilhões ao ano. 

"Estamos entusiasmados com o universo de possibilidades do Hilab, que proporciona vantagens incríveis a pacientes, podendo também ser uma grande oportunidade para pontos de atendimento, como farmácias e hospitais, ampliarem a prestação de serviços.”, relata Hélio Rotenberg, CEO da Positivo Tecnologia.

Em abril, a Positivo fechou a compra de 50% da Hi Technologies. No mercado há pouco mais de uma década na Incubadora Tecnológica de Curitiba (Intec), a companhia começou com um sistema de telemedicina e, hoje, produz oxímetros, aparelhos para monitoramento de partos, sistemas de laudos de eletrocardiogramas e detectores de apnéia do sono. 

Hoje, os produtos da Hi Technologies são usadas em 100 hospitais em 22 estados brasileiros. O mercado potencial é estimado pela companhia em 5 mil.

Tags microsoft positivo saúde hi technologies

Compartilhe

VEJA TAMBÉM

ASSINE A NEWSLETTER

Receba gratuitamente nossa Newsletter e as últimas atualizações.

Preencha o campo email corretamente.
Cadastro realizado com sucesso!